7 dicas simples que vão diminuir a taxa de rejeição do seu site

A taxa de rejeição pode ser um indicativo muito grande que algo está errado no seu site. Saiba o que é como diminuí-la.

taxa de rejeição

Dentre as métricas de um site, a taxa de rejeição (ou bounce rate, como é conhecida no inglês) é uma das mais importantes, justamente porque ela é a responsável por medir o quanto seu site está sendo “rejeitado” pelo público.

Embora pareça pesado usar a palavra “rejeitado”, convenhamos que é bastante comum as pessoas apenas acessarem sites para tirarem dúvidas e depois seguirem com suas vidas. Dessa forma: o que seria uma boa taxa de rejeição? Uma taxa muito alta atrapalha o SEO? Como é calculada essa taxa? 

Responderemos essas perguntas, e muitas outras, no conteúdo a seguir. Garantimos que, no final da leitura, você será um especialista na taxa de rejeição e conseguirá otimizar o seu site ao máximo, para que ela seja a menor possível.

O que é a taxa de rejeição (ou bounce rate)?


A taxa de rejeição, ou bounce rate, é uma métrica que indica a porcentagem de visitantes de um site que saem após visualizar apenas uma página, sem interagir ou navegar para outras partes do site. Em outras palavras, é a proporção de visitas de uma única página em relação ao total de visitas.

Ela serve como "termômetro" que mede o interesse das pessoas quando visitam um site. Um exemplo bastante utilizado e que ajuda no entendimento desse conceito é Imaginar que você entrou em uma loja, deu uma olhada rápida e saiu sem interagir ou olhar os produtos. Na internet isso seria chamado de "rejeição". 

O bounce rate (taxa de rejeição) é calculado pela porcentagem de visitantes que entram no site e saem sem clicar em mais nada. Ou seja, sem explorar outras páginas, sem preencher um formulário ou dar qualquer outro passo. 

Se a taxa de rejeição está alta, pode ser um sinal de que algo deve ser corrigido no site. Talvez o conteúdo não seja o que o usuário esperava, o design pode estar confuso ou o tempo de carregamento está deixando a desejar. 

Então, é uma métrica essencial para entender melhor o que acontece com o site e pensar em melhorias. 

Como é calculada a taxa de rejeição?

calculando taxa de rejeição

A taxa de rejeição é calculada dividindo o número de visitas que visitaram uma única página do site pelo total de visitas ao site e multiplicando o resultado por 100 para obter a porcentagem. A fórmula é:

Portanto, se em determinado período 100 pessoas visitaram seu site, mas 50 delas saíram sem clicar em mais nada, sua taxa de rejeição seria de 50%. 

Isso significa que metade das pessoas não encontrou o que esperava ou não se sentiu encorajada o suficiente para explorar mais. É um jeito bem simples de ver como está a primeira impressão que seu site está passando e se as pessoas estão encontrando o que procuram ou se interessando pelo que veem.

Principais consequências de uma taxa de rejeição alta

Existem várias consequências em ter uma taxa de rejeição elevada, as mais significativas são:

Sinal de que algo está errado

Uma taxa de rejeição alta pode ser um sinal de alerta, mostrando que algo precisa ser corrigido imediatamente no seu site

Primeiro, pode ser que o conteúdo ou a página que as pessoas estão caindo não esteja atendendo às expectativas delas. Elas podem estar buscando uma coisa e encontrando outra, o que é frustrante. Isso pode afastar potenciais interessados no que você tem a oferecer.

Outro ponto a ser analisado é o uso de clickbaits exagerados ou conteúdo de baixo valor. Isso quebra a expectativa do visitante e pode fazê-lo abandonar a página imediatamente.

Dificuldade de ranqueamento nas buscas

Além disso, um bounce rate lá em cima pode mexer com o seu SEO, que é como o seu site se posiciona nas buscas do Google. 

Se as pessoas entram e saem do seu site sem interagir com o conteúdo, os algoritmos podem entender que suas páginas não são tão relevantes ou interessantes, o que pode fazer seu site perder posições na busca. E aí, menos gente acaba encontrando seu site.

Entretanto, essa influência no SEO é indireta. O Google não utiliza exatamente a taxa de rejeição para decidir se o seu conteúdo é útil ou não. Porém, convenhamos que se os usuários estão saindo rápido da sua página e sem interagir com elas, pode ser um indicativo de uma péssima experiência e isso sim afeta o algoritmo do Google.

Baixa conversão

Outra coisa é a questão da conversão. Se você tem um site que vende algo ou precisa que as pessoas preencham formulários (como os de captura de leads ou landing pages), uma taxa de rejeição alta significa que menos gente está fazendo o que você gostaria que fizessem. 

Ou seja, no final das contas, se tem menos vendas, menos contatos, menos sucesso nas suas metas.

Lembrando que essa baixa conversão pode ser devido à experiência do usuário com o design da página, com a usabilidade ou até mesmo com a velocidade de carregamento dela.

O que é uma boa taxa de rejeição?

Como cada página e tipo de site é único, não temos como dizer exatamente o que é uma boa taxa de rejeição. Mas a média que muitos especialistas supõem tende a ser: 

  • Blogs: 40-60%: blogs tendem a ter uma faixa mais ampla de taxas de rejeição, dependendo do engajamento e relevância do conteúdo.
  • Sites de varejo: 20-40%: lojas online trabalham para manter taxas de rejeição mais baixas, incentivando a navegação e a compra.
  • Sites de serviços: 10-30%: sites que oferecem serviços específicos geralmente têm taxas mais baixas, pois os visitantes estão em busca de soluções para suas necessidades.
  • Páginas de destino (Landing Pages): 70-90%: altas taxas são comuns aqui, especialmente em páginas projetadas para ações rápidas, como inscrições ou vendas.
  • Sites de notícias: 35-55%: a natureza dinâmica e atualizada de sites de notícias pode levar a taxas de rejeição moderadas, dependendo do interesse do leitor no conteúdo.
  • Portais (Ex: Intranets, Portais de Temas Específicos): 10-30%: Esses sites costumam ter taxas mais baixas devido à natureza específica e focada do conteúdo ou do público.
  • Sites de conteúdo (Ex: Sites de Mídia, Entretenimento): 40-60%: a variedade de conteúdo pode resultar em taxas de rejeição mais altas, especialmente se o visitante não encontrar imediatamente o que procura.
  • Sites Educacionais: 20-40%: sites com foco educacional tendem a engajar os visitantes que buscam informações específicas, mantendo as taxas de rejeição em um nível moderado.
  • Fóruns: 30-50%: fóruns podem ter taxas de rejeição variadas, dependendo da relevância dos tópicos e da comunidade ativa.
  • Sites Governamentais: 10-30%: geralmente possuem taxas de rejeição mais baixas, pois os usuários buscam informações específicas e serviços que acabam o levando para outras páginas e seções..

Lembrando que Essas taxas são apenas orientações e podem variar muito com base em diversos fatores, como o design do site, a qualidade do conteúdo e a experiência do usuário.

Taxa de rejeição é a mesma coisa que taxa de saída?

dúvidas frequentes sobre sobre como aumentar o limite de memória do WordPress

Taxa de rejeição e taxa de saída são dois jeitos diferentes de medir como as pessoas se comportam em um site, mas cada uma olha para uma coisa diferente.

A taxa de rejeição mostra quantas vezes as pessoas visitam uma página do seu site e saem logo em seguida, sem ver mais nada. Como já explicado anteriormente, se essa taxa é alta, pode ser que a página não esteja agradando ou faltou algo que prendesse a atenção das pessoas. Isso quer dizer que a primeira impressão pode não estar muito boa.

Já a taxa de saída é sobre quantas pessoas saem de uma página específica, mas depois de já terem navegado por outras páginas do site. Uma página com uma taxa de saída alta pode ter algo que não está funcionando bem, fazendo com que as pessoas decidam ir embora.

Então, a taxa de rejeição é mais sobre o que acontece quando alguém cai no seu site pela primeira vez. E a taxa de saída te dá uma ideia de como as páginas estão segurando a atenção das pessoas enquanto elas navegam. Saber disso ajuda a melhorar o site, deixando ele mais interessante e fácil de usar, para que as pessoas queiram ficar mais tempo e ver mais coisas.

Como funcionam essas duas taxas na prática?

Vamos imaginar que você tenha um blog sobre receitas. Um visitante chega ao seu site por uma pesquisa no Google, clica em uma receita de bolo de chocolate, dá uma olhada rápida e decide sair sem clicar em mais nada. Esse é um exemplo clássico que conta para a taxa de rejeição, porque o visitante não interagiu além da primeira página que ele viu.

Agora, suponha que outro visitante caiu na mesma receita de bolo de chocolate, mas após ler, ele decide checar uma receita de lasanha que você recomendou no final da página. Após ler a segunda receita, ele fecha o site. Neste caso, a visita conta para a taxa de saída da página da lasanha, porque foi a última página que ele viu antes de sair, mesmo tendo navegado por mais de uma página no seu site.

A taxa de rejeição faz diferença no SEO?

seo

Sim, a taxa de rejeição pode influenciar o SEO (Search Engine Optimization) de um site, mas a relação não é tão direta assim. Afinal de contas, os mecanismos de busca, como o Google, Bing, DuckDuckGo, dentre outros, usam muitos outros fatores para ranquear sites nos resultados de busca, e o objetivo deles é sempre mostrar os sites mais relevantes e úteis para os usuários (de acordo com seus próprios algoritmos, é claro).

Quando um site tem uma taxa de rejeição muito alta, isso pode ser um sinal para os mecanismos de busca de que o conteúdo do site talvez não seja tão relevante para os usuários que estão chegando por meio de buscas específicas, o que pode afetar negativamente o posicionamento do site nos resultados de busca, porque os mecanismos querem garantir a melhor experiência possível para os usuários.

Porém, tudo depende do contexto. Por exemplo, em páginas onde o usuário encontra rapidamente o que procura, como um número de telefone ou uma resposta específica, uma taxa de rejeição alta pode ser completamente normal e não necessariamente ruim.

Como diminuir a taxa de rejeição?

Falamos tanto sobre o que é taxa de rejeição e como ela funciona, mas como reduzi-la na prática? Abordaremos nos tópicos abaixo.

1. Verifique seu site no celular

Verificar o site no celular é crucial porque muitas pessoas usam smartphones para navegar na internet. Se a navegação no celular for ruim, com páginas que demoram a carregar, textos difíceis de ler ou botões pequenos demais para clicar, os usuários podem ficar frustrados e sair do site rapidamente, aumentando a taxa de rejeição. 

Por isso, se ponha no lugar do usuário e veja se há algum problema com a versão mobile do seu site. Se encontrar, corrija imediatamente.

2. Não abuse dos pop-ups ou redirecionamentos

Abusar dos pop-ups e redirecionamentos aumenta a taxa de rejeição por eles interrompem a experiência do usuário, causando distração ou frustração. 

Pop-ups demais podem parecer invasivos e afastar visitantes, especialmente se forem difíceis de fechar ou irrelevantes para o conteúdo que o usuário estava procurando.

A quantidade ideal de pop-ups é a menor possível: é preferível, nesse caso usar apenas quando for absolutamente necessário, como para ofertas importantes ou inscrições. O importante é garantir que eles sejam relevantes, não intrusivos e fáceis de dispensar, para não comprometer a experiência do usuário nas páginas do seu site.

3. Faça seu site carregar rapidamente

site que carrega rápido com menor taxa de rejeição

Um site rápido tende a ter uma taxa de rejeição menor, uma vez que a velocidade de carregamento afeta diretamente a satisfação do usuário

Quando um site carrega rapidamente, os visitantes conseguem acessar as informações ou produtos que procuram sem esperas frustrantes. Isso cria uma experiência positiva, incentivando-os a explorar mais conteúdo no site, ao invés de sair e procurar alternativas.

Utilizar links internos pode diminuir a taxa de rejeição porque eles incentivam os visitantes a explorar mais conteúdo no seu site

No momento que um visitante clica em um link interno, ele é direcionado para outra página relevante dentro do mesmo site, o que aumenta as chances de ele encontrar informações úteis ou interessantes, o que melhora a experiência do usuário e também aumenta o tempo de permanência no site, reduzindo a probabilidade de rejeição imediata. 

5. Reduza o número de opções do usuário

Simplifique o design do seu site para diminuir a taxa de rejeição. Evite sobrecarregar as páginas com excesso de informações visuais, como imagens, textos e anúncios, porque isso pode confundir e frustrar os visitantes, levando-os a sair rapidamente. 

Um layout limpo e uma navegação intuitiva incentivam a interação e melhoram a experiência do usuário. Ao otimizar a usabilidade do seu site, você não só retém os visitantes por mais tempo, mas também facilita o caminho para encontrarem o que procuram, reduzindo assim a taxa de rejeição.

6. Utilize imagens ou vídeos para manter o usuário por mais tempo na página

Utilize imagens e vídeos para diminuir a taxa de rejeição do seu site. Esses elementos visuais captam a atenção e tornam o conteúdo mais envolvente e digerível. As pessoas tendem a reagir positivamente a conteúdos visuais, que podem explicar conceitos complexos de forma mais simples e manter os visitantes interessados por mais tempo. 

Mas não exagere. Imagens e vídeos em excesso podem deixar a página mais lenta, prejudicando a experiência dos visitantes.

7. Crie conteúdos que respondam às dúvidas do visitante

Você percebeu que a maioria dos tópicos do nosso conteúdo são perguntas? Fazemos isso porque sabemos que os usuários vindos dos mecanismos de busca normalmente procuram respostas para perguntas específicas

Dessa forma, pegamos as perguntas mais comuns e as respondemos para garantir que você passe mais tempo nessa página e possa se interessar por outras, para assim reduzir a taxa de rejeição.

Essa é uma estratégia que pode te ajudar a garantir que o conteúdo seja realmente de qualidade para sua audiência.

Resumo - taxa de rejeição (bounce rate)

Nesse artigo, exploramos 7 dicas eficazes para diminuir a taxa de rejeição do seu site, uma métrica crucial que indica o percentual de visitantes que saem sem interagir com mais conteúdo. 

A taxa de rejeição alta pode sinalizar problemas como conteúdo não alinhado às expectativas, design confuso ou carregamento lento, impactando negativamente a experiência do usuário e o SEO.

Para otimizar seu site, comece verificando a experiência no celular, assegurando uma navegação fluida e responsiva, pois muitos acessos são feitos via smartphones. Evite abusar dos pop-ups, que podem ser intrusivos e afastar os visitantes. Priorize a velocidade de carregamento, já que sites rápidos retêm mais a atenção dos usuários. Utilize links internos para encorajar a exploração de mais páginas do seu site, aumentando o engajamento.

É importante também que simplifique o design, reduzindo o excesso de informações visuais para não sobrecarregar os visitantes. Imagens e vídeos de qualidade podem captar a atenção e enriquecer a experiência no site, mas devem ser usados com moderação para não comprometer a performance. Por fim, crie conteúdos que respondam diretamente às dúvidas dos visitantes, aumentando a relevância e o valor oferecido.

Implementando essas estratégias, você pode melhorar significativamente a experiência do usuário, reduzir a taxa de rejeição e aumentar a eficácia do seu site

E você, tem outras dicas ou experiências para compartilhar sobre a redução da taxa de rejeição? Deixe seu comentário abaixo!

Obrigado por ler até aqui. Um forte abraço!

Deixe um comentário

-

-

-

-

*Consulte condições no site

Hospedagem com até

-70

+ 3 Meses Grátis