O que é AMP e como funciona essa tecnologia para deixar seu site bem mais rápido

amp

Imagine deixar seu site tão rápido para os usuários mobile que ele abre quase instantaneamente. Parece um sonho, não é mesmo? Esse sonho pode ser realizado através das AMP (ou Accelerated Mobile Pages). Nesse artigo, falaremos sobre elas, como elas funcionam e quais plugins podem te ajudar a ativá-las em seu site.

Mostraremos também os prós e contras. Pois, se essa tecnologia permite os sites abrirem com tanta velocidade, deve ter algo a ser sacrificado, não é mesmo? Adiantamos que, se você quiser uma velocidade extrema para suas páginas, essa pode ser a solução que estava procurando.

O que é AMP (Accelerated Mobile Pages) e para que serve?

Accelerated Mobile Pages (AMP) é uma iniciativa de código aberto do Google que visa otimizar páginas da web para carregamento rápido em dispositivos móveis, melhorando a experiência do usuário.

O projeto AMP foi desenvolvido pelo Google em colaboração com outros parceiros em 2016. O AMP usa uma versão simplificada do HTML, conhecida como AMP HTML, que restringe alguns elementos de código e JavaScript, dando mais lugar à velocidade do que à funcionalidade de fato. 

Isso é feito por meio do AMP Cache, uma rede de distribuição de conteúdo (CDN) que armazena versões pré-carregadas de páginas AMP e as entrega de forma instantâneas quando solicitadas pelo visitante.

O AMP é útil para sites de conteúdo dinâmico, como portais de notícias e blogs, onde o tempo de carregamento rápido é crucial para manter os leitores, principalmente levando em consideração a concorrência. 

Além de melhorar a experiência do usuário, como falaremos em tópicos mais adiante, páginas AMP podem potencialmente beneficiar o SEO (a otimização para mecanismos de busca), já que a velocidade do site é um fator de ranqueamento.

Quais as vantagens de usar AMP?

O uso de AMP, ou Accelerated Mobile Pages, oferece muitas vantagens que podem ser particularmente atraentes para proprietários de sites focados em otimizar a experiência do usuário em dispositivos móveis. Falaremos sobre elas a seguir:

Velocidade de carregamento

Uma das principais vantagens do AMP, sem dúvidas, é a velocidade de carregamento quase que instantânea do conteúdo das páginas, o que melhora a satisfação do usuário. Resultados? Uma menor taxa de rejeição e maior possibilidade de ranquear nas buscas, justamente o que falaremos no próximo tópico.

SEO

seo

Embora o Google não liste o AMP como um fator de classificação direto, a velocidade da página é considerada em SEO. Dessa maneira, sites que utilizam AMP podem desfrutar de uma vantagem indireta em termos de visibilidade nos resultados dos motores de busca.

Além disso, o Google muitas vezes dá destaque ao conteúdo AMP em carrosséis e outros formatos especiais nos resultados de pesquisa móvel, aumentando a visibilidade e potencialmente atraindo mais tráfego. Entretanto, esse destaque tem se reduzido com o tempo. 

Menor quantidade de dados consumida pelo dispositivo do usuário

Outro benefício importante do AMP é a eficiência no uso de dados, já que as páginas AMP consomem menos dados em comparação com páginas tradicionais. 

Isso é muito benéfico para usuários em redes móveis lentas ou com limites de dados restritos.

Quais as desvantagens de usar AMP?

Se por um lado o AMP acelera a velocidade de carregamento das páginas, é de se imaginar que algum preço seja pago por isso, não é mesmo? É aí que entramos nas desvantagens dessa tecnologia.

Personalização

Um dos pontos que pegam um pouco é a limitação na personalização. O AMP tem um conjunto próprio de regras e componentes, o que significa que você acaba tendo que abrir mão da criatividade e dos recursos mais avançados no design do seu site. Isso pode deixar a página com uma cara meio "genérica", sem aquele toque especial que a gente gosta de dar.

No entanto, esse pode ser um problema, quanto pode ser um ponto positivo. Não é todo mundo que gosta de ficar mudando cada mínimo detalhe de cada página e o design adotado pelo Google é reconhecido e relativamente bonito.

Dependência do Google

Existe também a questão da dependência do Google. Quando você usa AMP, fica à mercê das regras e dos servidores deles, o que pode ser um pouco desconfortável. Você acaba perdendo um pouco do controle sobre a distribuição do seu conteúdo.

Necessidade

Com a evolução da tecnologia e dos CMS, como WordPress, Joomla, entre outros, as páginas web estão naturalmente ficando mais rápidas e otimizadas. 

Os plugins e as atualizações de código estão fazendo um trabalho incrível nesse sentido, reduzindo a necessidade de soluções externas como o AMP. 

Os donos de site estão conseguindo melhorar a performance das páginas ao mesmo tempo que mantém a identidade visual e funcionalidade das páginas, o que é maravilhoso.

Dessa forma, entendemos que o AMP ainda tem seu valor, especialmente para projetos específicos que realmente precisam daquela aceleração extra, mas com as ferramentas e técnicas de otimização que temos hoje em dia, muitas vezes se pode alcançar resultados similares sem precisar recorrer a ele. É uma questão de pesar os prós e contras e ver o que mais faz sentido de acordo com suas necessidades.

AMP tem algum impacto no SEO e na classificação do Google?

O AMP pode sim ter um impacto no SEO e na classificação do Google, mas não exatamente do jeito que imagina. Como o Google sempre deu muita importância para a velocidade de carregamento das páginas (por isso afetar de forma direta a experiência do usuário), especialmente em dispositivos móveis, por ele acelerar as páginas, se tem mais chances de subir nas pesquisas.

Entretanto, muitas pessoas pensam até hoje que, só por utilizarem uma tecnologia da Google, o buscador ia valorizar seus resultados magicamente. Mas isso não é verdade. Mesmo sendo uma página AMP, se o Google considerar outras páginas mais significativas para o usuário, mostrará elas primeiro

E precisamos lembrar que não é necessariamente a velocidade de carregamento que serve como requisito para seus resultados aparecem mais nas buscas. É a experiência do usuário. 

O que acontece é que, ao melhorar a velocidade de carregamento e a experiência do usuário com o AMP, indiretamente você pode melhorar os sinais que o Google considera para o ranqueamento. Por exemplo, se as pessoas acham sua página mais rápida e fácil de usar, elas podem ficar mais tempo nela, reduzir a taxa de rejeição, interagir mais, etc., e esses são fatores positivos para o SEO.

Além disso, o Google às vezes destaca conteúdo em AMP em carrosséis ou caixas especiais nos resultados de pesquisa, o que pode aumentar a visibilidade e o tráfego para essas páginas. Mas é importante lembrar que a qualidade do conteúdo e a otimização SEO geral ainda são fundamentais. O AMP pode ser uma ferramenta útil, mas não substitui boas práticas de SEO.

Então, sim, o AMP pode impactar positivamente o SEO e a classificação no Google, mas é mais por causa dos benefícios indiretos relacionados à velocidade e experiência do usuário do que por ser um fator direto de ranqueamento.

Existem casos em que não se recomenda o uso de AMP?

pensando - amp

Existem situações em que o uso de AMP pode não ser a melhor escolha. Falaremos sobre elas adiante. 

Se o seu site já for otimizado

Primeiro, se o seu site já é muito rápido e otimizado, seja devido aos CDNs ou empresas de hospedagem muito rápidas, como a Hostinger, talvez você não precise do AMP. 

Se você já investiu em otimização de desempenho, como lazy load de imagens, minificação de CSS e JavaScript, é provável que o AMP não faça tanta diferença assim. Além disso, se a experiência do usuário no seu site já é positiva, adicionar AMP pode até complicar as coisas sem trazer grandes benefícios.

Se o seu site for muito complexo

Outro ponto é a complexidade do seu site. Se você tem um site com muitos recursos dinâmicos, como formulários complexos, interações personalizadas ou funcionalidades específicas de e-commerce, implementar AMP pode ser um desafio

Pelo fato do AMP ter suas próprias tags e restrições, isso limita o que pode ser feito. Se a personalização e a funcionalidade rica são cruciais para o seu site, talvez o AMP não seja a melhor opção.

Se quiser descomplicar a manutenção

Se manter duas versões do seu site (uma AMP e outra normal, como seu site já é) soa como um pesadelo logístico, especialmente se você não tem uma equipe grande ou recursos dedicados, pode ser melhor focar em otimizar sua versão principal do site.

Nem todo mundo é programador e mesmo com vários plugins para ajudar, isso pode se tornar um desafio que trará mais dor de cabeça do que vantagens.

Plugins de AMP para WordPress

Existem alguns plugins para WordPress que podem te ajudar a ter seu site AMP pronto para os visitantes, são eles: 

1. AMP

O plugin oficial de Páginas Mobile Aceleradas para WordPress simplifica demais a criação de sites otimizados,  com recursos automáticos de otimização.

Ele se integra ao WordPress, permitindo uma grande compatibilidade com temas e plugins existentes. Com ferramentas de validação, suporte ao desenvolvimento e facilidade de distribuição de páginas, o plugin é útil tanto para usuários técnicos quanto para aqueles menos experientes, oferecendo modos flexíveis de template para diferentes necessidades. 

2. AMP for WP – Accelerated Mobile Pages

O plugin "AMP for WP" adiciona automaticamente a funcionalidade de Páginas Móveis Aceleradas ao seu site WordPress, fazendo ele ser bem mais rápido para visitantes mobile. 

Essa versão traz novidades como suporte ao Gutenberg (editor padrão do WordPress), Divi, Elementor, conformidade com GDPR, otimização de PageSpeed do Google com SSR, otimização de CSS e suporte a fontes do Google e locais

Oferece compatibilidade imediata com plugins de SEO populares e introduz um construtor de páginas, além de um novo tema padrão. 

Preciso mesmo usar AMP no meu site?

Por incrível que pareça, talvez não. O AMP ainda pode ser implementado, mas caio em desuso. No início, ele era visto como uma solução para a lentidão das páginas da web em dispositivos móveis. 

Com isso, o AMP teve um grande sucesso nos primeiros anos, e muitos sites adotaram a tecnologia. Nessa época, era comum os grandes portais usarem AMP para facilitar a vida dos usuários mobile. 

No entanto, com o tempo, o desempenho das páginas web em geral melhorou (muito graças aos recursos de cache e  CDN), e a necessidade do AMP diminuiu. Além disso, o Google começou a dar menos importância ao AMP em seus resultados de pesquisa, o que fez com que alguns sites abandonassem a tecnologia.

Embora o AMP não seja mais tão importante como era antes, não significa que não deva ser usado. Se você tentou otimizar seu site de todas as maneiras e não ficou satisfeito com o resultado, pode ser interessante testar essa abordagem.

Resumo

Nesse artigo, vimos que o AMP, ou Páginas Móveis Aceleradas, é basicamente uma forma que o Google encontrou de fazer seu site carregar super rápido no celular e gerar uma experiência positiva para usuários mobile. O AMP muda um pouco o jeito que o site é construído para que as páginas apareçam quase que instantaneamente para quem está navegando.

Essa velocidade instantânea é ótima, principalmente se você tem um blog, loja virtual ou um site de notícias, porque esperar uma página carregar é um dos maiores motivos de abandono de site. Sem falar que, dentre as vantagens, está também a oportunidade do seu site aparecer melhor no Google, devido a otimização.

Entretanto, há alguns pontos importantes a serem considerados também, já que quando você usa o AMP, tem que seguir toda uma estrutura e regras Google, e isso pode limitar um pouco como seu site pode ser ou parecer.

Com a tecnologia de hoje, muitos sites já conseguem ser rápidos sem precisar do AMP, graças a plugins e melhorias nos sistemas de gerenciamento de conteúdo, como o WordPress. Então, não é como se o uso dessa tecnologia fosse obrigatório.

Se está pensando em usar ou não o AMP, vale a pena pensar no seu público e no que você quer para o seu site. Mostramos plugins que podem te ajudar a configurar o AMP se você decidir que quer testar.

O que você acha das Paginas Mobile Aceleradas? Já usou ou tá pensando em usar? Fale conosco nos comentários. Adoraríamos saber o que tem a dizer sobre isso.

Muito obrigado por ler até aqui. Um forte abraço!

Deixe um comentário

-

-

-

-

*Consulte condições no site

Hospedagem com até

-70

+ 3 Meses Grátis