Como a psicologia das cores afeta o seu site e o comportamento do seu visitante

A psicologia das cores pode mudar a forma com que seus visitantes interagem com seu conteúdo, te fazendo ter muito mais resultado.

psicologia das cores

As cores são poderosas demais. Cada uma delas possui poder de influência não apenas sobre como as pessoas se sentem, mas também sobre o que elas fazem. Em sites, isso não seria diferente. A psicologia das cores pode, de forma efetiva, fortalecer a sua marca, gerar muito mais vendas e até mesmo contribuir para que os usuários do seu site ou blog façam as ações que você deseja.

Para se ter ideia da grandiosidade da psicologia das cores, estudos anteriores da Kiss Metric mostram que um dos fatores de maior prioridade para definir se as pessoas gostam de algum produto ou não são as cores dele. Sem falar que as cores aumentam o reconhecimento da marca em até 80%. 

Nesse artigo, exploraremos os principais influências, significados e vantagens de utilizar determinadas cores. Claro que, embora a psicologia das cores seja uma área bastante estudada, e certos padrões sejam reconhecidos, quebrar esses padrões, se feitos da forma correta, te ajudam a se destacar. Então, entenda esse post como uma série de recomendações e não obrigações de design. Dito isso, vamos ao conteúdo.

O que é a psicologia das cores?

A psicologia das cores é um campo de estudo de áreas em conjunto, como psicologia, design, usabilidade, marketing e antropologia. Seu objetivo é entender como as cores afetam e influenciam as emoções, desejos e comportamentos de pessoas, para encontrar padrões que sirvam para serem utilizadas de maneira efetiva na publicidade, no design (em suas maiores variações como interiores, gráfico, web) e outras áreas. 

Segundo a psicologia das cores, cada cor representa de maneira indireta e pessoal uma emoção primária e um conjunto de emoções secundárias. As cores também podem possuir sensações de temperatura (como quando pensamos que amarelo é mais quente do que azul), peso, iluminação e outros atributos a depender da experiência pessoal de cada indivíduo.

E sim, sabe-se que a interpretação de cada cor é subjetiva e depende de outros fatores como cultura, humor, personalidade, contexto e experiência pessoal de cada um. Por isso, embora falaremos de possíveis padrões, a psicologia das cores não é uma ciência exata, mas há muitos estudos e pesquisas a respeito, gerando confiança o suficiente. 

A psicologia das cores no design de sites

Acredite, não é nenhuma coincidência quando se nota que as grandes empresas de tecnologia e redes sociais como Tumblr, LinkedIn, X (antigo Twitter) Facebook, IBM, HP, Intel, dentre outras, possuem logotipos com azul predominante. Porém, isso não significa que toda empresa de tecnologia deva adotar essa cor. 

Falaremos mais sobre isso a seguir, mas na próxima vez que ver marcas, analise como cada uma acaba tendo áreas em comum e cores em comum. É uma experiência única e, uma vez que se abra os olhos para isso, é impossível “desver”. 

A psicologia da cor vermelha

site vermelho

É assustador pensarmos que o vermelho pode, de fato, aumentar os batimentos cardíacos de uma pessoa e fazê-la respirar com mais velocidade. O vermelho é associado a luxúria, energia, amor e movimento, mas também possui associações negativas, como guerra, violência, fogo, raiva e perigo. 

Quando usar vermelho

Use vermelho em situações que deseja chamar atenção ou criar entusiasmo. Essa cor tende a dar muito certo com temas como comida, moda, entretecimento, serviços de emergência, dentre outros.

Quando evitar vermelho

Evite vermelho em temas relacionados a natureza ou saúde (com exceções ao tratar de coisas relacionadas a sangue). Evite também exagerar nos elementos vermelhos para não causar uma sensação de “emergência negativa” na mente das pessoas.

 A psicologia do rosa

psicologia das cores - rosa

Apesar do rosa ser, de certa forma, um tom vindo do vermelho, ele possui apego a situações e contextos diferentes, sendo vinculado romance e amor, mas sem a “violência” e “raiva” do vermelho, sendo assim, considerada uma cor mais gentil. É vinculado ao gênero feminino também.

Quando usar rosa

O rosa é interessante em sites ou blogs femininos ou com conteúdo voltado para crianças, principalmente meninas. 

Quando não usar rosa

Evite a utilização do rosa se quer passar a ideia de “forte” para seu site, uma vez que é necessário um tom muito agressivo dessa cor para causar tal efeito. Por ser comum vê-la em sites infantis, essa cor acaba tendo uma conotação negativo se usada em contextos mais sérios.

A psicologia do branco

site branco

O branco, como já esperado, se vincula à pureza, virtude, limpeza e segurança. Porém, pode ser utilizada de forma negativa se vinculada ao vazio. Sites minimalistas conseguem explorar bastante o branco, para transformar as áreas negativas (sem elementos) em espaços de respiro que ajudam os visitantes a terem a sensação de paz e tranquilidade.

Quando usar branco

O branco está associado ao minimalismo e também a área médica, bem como suas variações como enfermeiros, dentistas, fisioterapeutas, dentre outras. Portanto, é uma cor interessante para sites desse nicho.

Quando não usar branco

Como o branco se faz presente em 99% das páginas da Web, é difícil encontrar motivos para não utilizá-lo. A questão é apenas não exagerar nele ao ponto de deixar o conteúdo vazio ou com aspecto muito espaçado.

A psicologia do preto

psicologia das cores - site preto

O preto é uma cor intensa e forte. Remete à sofisticação, autoridade, poder, seriedade, elegância. Mas também pode indicar morte, mistério e maldade. Por ser bastante forte, todo o design envolvendo de forma primária o preto, necessita de um pouco de atenção para que ainda fique convidativo aos usuários.

Quando usar preto

O preto tende a ser muito útil em sites com temas mais sérios ou pesados. Em conjunto com outras cores, pode passar a sensação de elegância e tradicionalismo. Por isso, é interessante buscar um equilíbrio. 

Quando não usar preto

Preto em excesso acaba deixando um aspecto meio “opressor” ou “ameaçador”. Isso faz com que as pessoas se sintam desconfortáveis. Sem falar que sites com muito texto e com fundo preto tendem a atrapalhar a leitura, exceto se as fontes tiverem o contraste correto, comum em páginas com modo noturno.

A psicologia do marrom

site marrom

O marrom é uma cor quente suave. Lembra bastante temas relacionados à terra, confiabilidade, estabilidade e conservadorismo. Pode ser vinculado também a temas mais relacionados ao velho e ao antigo

Quando usar marrom

O marrom é muito útil para sites de alimentos que tratam de coisas “vindas da terra”, como o café e o chocolate. Pode ser útil em sites de móveis, por relembrar a madeira e finanças por trazer a sensação de confiança e lembrar o ouro mais opaco. 

Quando não usar marrom

O marrom não chama tanto a atenção das pessoas por ser uma cor suave. Logo, em chamadas para ação, necessitam de um cuidado maior. 

A psicologia do roxo

site roxo

Roxo é uma das cores especiais por ser difícil de encontrar na natureza, dando o aspecto de raro. Por causa disso, traz a ideia de realiza, poder, riqueza, prosperidade e inovação. É uma cor de destaque imediato, sendo necessário bom senso para utilizá-lo.

Quando usar roxo

Roxos escuros trazem a ideia de riqueza e roxos claros pode emitir emoções vinculados ao amor ou a disrupção. Pode ser muito útil para produtos de beleza, roupas e temas mais espirituais como astrologia, ioga ou massagem. 

Quando não usar roxo

Dependendo do tom de roxo, ele tende a ser “apagado” impedindo de suas chamadas para ação serem tão efetivas. Alguns designers preferem puxar o tom mais próximo do azul para favorecer botões e links.

A psicologia do azul

site azul

Uma das cores mais utilizada em páginas da web, o azul se associa ao gênero masculino, qualidade, calma e paz. Tons mais vibrantes podem surtir o efeito de energizar o visitante e deixá-lo animado. 

Quando usar azul

Como falamos em tópicos acima, o azul é usado por muitas marcas sérias e empresa de tecnologia, por ser uma cor calma e de confiança. Ela é muito útil para temas médicos, científicos e serviços públicos, como sites governamentais.

Quando não usar azul

Um dos efeitos do azul é o de reduzir o apetite, sendo o oposto de cores que geram fome e desejo. Por isso, não é recomendado para sites que envolvam divulgação de alimentos.

A psicologia do verde

psicologia das cores - site verde

O verde é uma das cores mais harmonizadoras e calmas por ter um vínculo direto com a natureza. Afinal, é a cor da grama, das folhas das árvores, dentre outros elementos. Seu significado traz a ideia de generosidade, dinheiro, natureza, fertilidade, boa sorte e paz de espírito.

Quando usar verde

Por ser uma das cores mais fácil de ser processada pelos olhos devido a nossa evolução como primatas, é comum termos uma sensação de relaxamento ao visualizá-la. Portanto, é ótimo para sites vinculados a ciência, medicina, meio ambiente, sustentabilidade e meditação.

Quando não usar verde

É pouco utilizado para produtos de luxo, de tecnologia ou para jovens. Como é uma cor menos calorosa, evite seu uso em sites que pretendem ser mais motivadores e impulsivos.

A psicologia do laranja

site laranja

Laranja é a cor que simboliza energia, vibração, ação e é vinculada com frequência a sentimentos positivos como felicidade, calor, verão, excitação e entusiasmo. Pode ser indicado, em menor frequência, para indicar cautela.

Quando usar laranja

Laranja é muito útil para chamadas para ação. Portanto, botões, pop-ups e elementos de destaque só tem a ganhar com a cor. Em decorrência disso, é frequente ver o laranja em lojas, liquidações e entretenimento. Na época de ascensão do marketing digital no Brasil, foi uma das cores mais utilizadas em sites.

Quando não usar laranja

É uma cor facilmente enjoável. Cuidado ao utilizá-la em excesso. Por ser efetiva para chamadas de marketing e vendas, sites assim acabam tendo a impressão de serem exagerados e irritantes.

A psicologia do amarelo

amarelo

O Amarelo é a cor mais brilhante. Logo, é associada a alegria, otimismo, juventude, felicidade, ação e velocidade. Porém, a depender do contexto, pode ter vinculações negativas, como preço baixo, infantilidade e covardia. 

Quando usar amarelo

A cor amarelada brilhante serve para energizar sites e deixar os visitantes em alerta. É uma cor, sem dúvidas, feliz. Logo, embora não seja tão pesado quanto vermelho e laranja, consegue gerar chamadas para ação poderosas.

Quando não usar amarelo

Como é uma cor muito intensa, pode “cegar” os visitantes se colocada em excesso. Então use com muita moderação.

O que é uma paleta de cores?

Uma paleta de cores (ou paleta de cor) é um conjunto de cores escolhidas para um site, projeto de design, peça gráfica, ou demais criações visuais. O objetivo da paleta de cores é identificar cores que, em conjunto, passem a ideia e emoção pretendida pela marca. Um exemplo de várias paletas de cores pode ser visto na imagem abaixo tirada do site colorhunt.co.

color hunt - psicologia das cores

Sites como esse te dão várias combinações de cores para utilizar em seu site, sendo um recurso muito útil para não designers.

Como escolher a paleta de cores do seu site?

Para escolher a paleta de cores do seu site, é necessário se atentar para alguns pontos.

Identifique as referências do seu nicho

Entender as preferências de cores do seu nicho é importante para escolher uma paleta eficaz para o seu site. Isso cria conexões emocionais, transmite mensagens específicas e assegura consistência, garantindo que a identidade visual seja relevante e distintiva no contexto do mercado.

Em outras palavras, se vários concorrentes seus usam o vermelho, essa é uma cor predominante do seu nicho e vale a pena utilizá-la. Porém, ao mesmo tempo, há uma preocupação de se destacar deles, como falaremos no tópico a seguir.

Experimente ser diferente, mas não tanto

Uma vez que tenha entendido quais as cores mais utilizadas no seu nicho, procure por variações delas para que seu site se destaque. Em alguns casos, vale a pena ir para o completo oposto, como a Nubank que optou pelo roxo para fugir do amarelo e laranja muito utilizado em bancos. No entanto, essa é uma manobra arriscada e deve ser muito bem pensada.

Conclusão - Psicologia das cores

No post de hoje vimos a psicologia das cores, quais emoções cada coloração transmite e como elas afetam o comportamento do usuário. Esperamos que todas as dúvidas tenham sido tiradas e que tenha optado por uma ótima paleta de cores para seu site. 

Obrigado por ler até aqui. Um forte abraço!

Deixe um comentário

-

-

-

-

*Consulte condições no site

Hospedagem com até

-70

+ 3 Meses Grátis